2022_BiennaleofVenice_SheroanaweHakihiiwe_MichalBrzezinski_1

Sheroanawe Hakihiiwe

Sheroana, Venezuela, 1971

Em parceria com ABRA


Download

CV


Hakihiiwe é um artista Yanomami residente na comunidade Pori Pori, cuja obra contempla desenhos, monotipos e pinturas. Hakihiiwe incorpora em seus trabalhos o repertório de saberes de seu povo, das propriedades medicinais das plantas da floresta, conhecimentos ancestrais sobre os animais e espíritos que a habitam, cantos xamânicos e pinturas corporais. A linguagem artística delicada do artista usa linhas retas e curvas orgânicas, pontos, círculos, triângulos, zigue-zagues, arcos e cruzes, feitos em tinta vegetal sobre papel de fibra natural amazônica. Herdeira de uma tradição de pictorialismo abstrato, sua prática mantém um constante diálogo com as cosmogonias ameríndias.


Entre suas exposições individuais recentes estão
Sheroanawe Hakihiiwe: Tudo isso somos nós, MASP – Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo, Brasil (2023); Parimi Nahi’ [The eternal house of the shaman], Centro de Arte Los Galapones, Caracas, Venezuela (2022); Sheroanawe Hakihiiwe, Carpintaria, Rio de Janeiro, Brasil (2021) e Urihi teri, Kunsthalle Lissabon, Lisboa, Portugal (2021). Participou também das coletivas Siamo Foresta, Triennale Milano/Fondation Cartier, Milão, Itália (2023); Diagonais, Fortes D’Aloia & Gabriel, São Paulo, Brasil (2023) Something Beautiful: Reframing la colección, El Museo del Barrio, Nova York, USA (2023) e Chosen Memories: Contemporary Latin American Art from the Patricia Phelps de Cisneros Gift and Beyond, The Museum of Modern Art, Nova York, USA (2023).