Gerben Mulder

24 Jul – 23 Ago 2008


Galeria Fortes Vilaça

A Galeria Fortes Vilaça tem o prazer de apresentar a segunda exposição no Brasil do holandês Gerben Mulder. O artista mostra suas conhecidas pinturas figurativas e apresenta, pela primeira vez, esculturas em bronze. Em ambas as linguagens, Mulder cria um mundo fantástico, povoado por criaturas imaginárias que se situam entre o drama e a comédia. 

Seus personagens possuem proporções distorcidas, olhos inchados e alucinadamente saltados. Com rostos de adultos e corpos de crianças, as figuras caminham em uma linha tênue entre inocência e perversão. Recentemente, a paleta de Mulder tornou-se mais vibrante. O artista se distanciou dos tons pastéis e passou a trabalhar com cores fortes, como azuis escuros, vermelhos intensos, amarelos e verdes vivos. Tal abundância de cores contrasta com os complexos temas que Mulder aborda. Na tela Courtesans, uma profusão de cores realça as dezenas de corações que circundam duas erotizadas cortesãs. Em Dutch Girl, uma estranha menina, tipicamente vestida de holandesa e sentada sobre uma relva verde, olha fixamente para o espectador; em On the Beach, a pintura mais sóbria da exposição, uma outra figura feminina nua repousa sobre uma praia ao pôr do sol.

As esculturas suscitam no espectador ainda mais curiosidade e estranhamento do que as pinturas. Em Tranny, um travesti com seios e pênis, parece refletir sobre a complexidade de sua própria situação. Na obra Mutation, um personagem que possui duas cabeças, reafirma o objetivo do artista de criar imagens desconcertantes que discutem a densidade das relações humanas na realidade contemporânea.

Trabalhando sem inspirações concretas, Mulder permite-se ser guiado por seus mais secretos e íntimos pensamentos. Sua energia e criatividade dão a seus trabalhos uma aura incomum e autêntica.

Imagens