Luiz Zerbini

10 Nov – 21 Dez 2012


Galeria Fortes Vilaça


Download

Press Release

Luiz Zerbini apresenta uma série de colagens feitas com molduras antigas de slides. O artista começou a desenvolver estes trabalhos em 2010 e, de lá para cá, os trabalhos ganharam em complexidade e escala. Os slides se apresentam hoje como um corpo de trabalho com histórico e desenvolvimento próprios.

As colagens de slides surgiram como composições geométricas que se aproveitavam não apenas das cores variadas das molduras de plástico e papel, mas também de suas marcações e anotações originais. As imagens retiradas eram substituídas por gelatinas coloridas ou os slides deixados vazios. Fixados a alguns centímetros do fundo branco, estes objetos ganhavam contornos mais precisos com as sombras que eles próprios projetavam. Aos poucos, as imagens originais passaram também a ser utilizadas na composição e os assuntos que eram sugeridos apenas por texto, apareciam agora evidentes.

Em Zickzack, uma colagem de grande formato vertical, as cores presentes na moldura são arranjadas de tal forma que nos lembram uma padrão geométrico modernista. Stars and Rocks é uma composição caótica, onde as fotos originais de bandas de rock se misturam a composição carregada das molduras. PB é uma mescla de molduras pretas e brancas com fotos também P&B.

Os slides tem origem variadas: aulas de medicina ou de história da arte, passagens da bíblia ou fotos de atrações turística. Uma gama de assuntos que eram antigamente reproduzidos para uso doméstico e muitas vezes didático. Mas o interesse pelo pitoresco nas imagens ou nos textos da mídia, hoje obsoleta, não é o centro desta produção. O que estas colagens revelam é um olhar atento ao potencial abstrato das figuras e da figuração nas formas, numa permanente negociação entre os dois, tão característica da pintura de Zerbini.

Luiz Zerbini nasceu em 1959, em São Paulo, vive e trabalha no Rio de Janeiro. Em 1984, participou da antológica exposição Como vai você, Geração 80?, no Rio de Janeiro. É também integrante do grupo Chelpa Ferro, que explora as relações entre as artes visuais e a música. Atualmente tem mostra panorâmica de sua obra no MAM do Rio de Janeiro em cartaz até 9 de Dezembro. Já participou de importantes exposições como a 29ª Bienal de São Paulo, de exposições no museu de Arte Moderna de São Paulo, Inhotim em Brumadinho, da Bienal do Mercosul, entre outras.

Imagens