Janaina Tschäpe

10 Nov – 8 Dez 2006


Galeria Fortes Vilaça

A Galeria Fortes Vilaça tem o prazer de apresentar novos trabalhos de Janaina Tschäpe. São cinco aquarelas de grande escala, seis pinturas em têmpera sobre papel e uma série de treze imagens feitas em Polaroids. A exposição revela um lado novo da produção de Janaina para o público brasileiro. Conhecida por suas fotografias e vídeo instalações, a artista se afirma como uma pintora de grande talento, com um repertório único dentro da produção de seus contemporâneos.

Nas grandes aquarelas Tschäpe flerta com a abstração e a paisagem, alcançando um equilíbrio preciso entre a gestualidade – de pinceladas largas, amplas e firmes – e o detalhe, em formas que se desdobram e se subdividem em partes cada vez menores. Entre estes trabalhos, Until the morning, 2006, se destaca como um cenário líquido em que árvores se dissolvem no azul. Um outro elemento marcante é a decomposição da cor, através do uso de uma enorme gama de tons de verde, amarelo, lilás; cores que parecem pulverizadas no papel.

As seis pinturas em têmpera exploram superfícies e composições em close-up, como se a artista aproximasse suas lentes da paisagem das aquarelas para descobrir um universo microscópico de cores sólidas e geometria suave e sensual. São imagens inspiradas na natureza, espécies de plantas e flores inventadas ao sabor dos interesses estéticos.

As Polaroids são fotomontagens em que criaturas de diferentes formas aparecem entre folhagens, ou brotando de árvores como frutos. Essas fotos envolvem várias etapas de trabalho. Primeiro as personagens são fotografadas em figurinos feitos por Janaina. Depois de ampliadas, estas fotos são recortadas e as figuras são colocadas nos cenários naturais construídos no atelier, para que então sejam feitas as Polaroids.

Além da exposição da Fortes Vilaça, Tschäpe realiza uma grande mostra no Paço das Artes com vídeo instalações e fotografias dos anos noventa e dois mil. O Paço publicará um catálogo que acompanha a exposição.

Imagens