Albert Oehlen

25 Set – 23 Out 2004


Galeria Fortes Vilaça

Na galeria 2, a Galeria Fortes Vilaça tem o prazer de apresentar a exposição do pintor alemão Albert Oehlen, um dos destaques da 26a. Bienal de São Paulo. Esta é a primeira vez que o artista expõe no Brasil.

Albert Oehlen, figura chave da pintura contemporânea internacional desde os anos 80, colaborou extensamente com o célebre artista Martin Kippenberger. Os dois são os artistas mais influentes de sua geração na Alemanha. Oehlen vem constantemente reinventando sua própria pintura, usando a estranheza e a assimilação de elementos díspares como estratégia na construção de suas imagens. Suas obras buscam desestabilizar o olhar, distorcendo e reprocessando a tradição da pintura abstrata numa estética de excesso, sobreposições e caos.

Três pinturas da exposição exploram o uso radical da cor e de imagens geradas em computador organizadas de forma complexa. Gebräu, a maior destas três obras é uma acumulação em ritmo veloz de linhas pixeladas, grafitti e cores ácidas. Em Leuchten, massas de cor marrom, verde e branca irrompem um padrão geométrico quadriculado, num jogo de contrastes entre texturas carregadas de pinceladas e superfícies lisas.

Outras duas pinturas da exposição, Downer e Idol II, são de uma natureza distinta, explorando numa paleta escura e densa a simultaneidade de elementos quasi-figurativos e puramente pictóricos. Estabelece-se aqui um contraponto com as pinturas de paleta colorida, numa dinâmica de aceleração e desaceleração entre os trabalhos expostos.

Albert Oehlen nasceu em Krefeld em 1954 e desde os anos 80 exibe seu trabalho internacionalmente. Exposições recentes incluem o Musée d'Art Moderne de la Ville de Paris, França; Fondation Beyeler e Kunstalle Basel, Suiça e Hamburger Banhoff, Berlim. O Musée Cantonal des Beaux-Arts de Lausanne acaba de realizar uma extensa retrospectiva do artista: Peintures/Malerei 1980-2004.

Imagens