Mauro Restiffe

Rússia

17 Mai – 18 Jun 2016


Abertura

17 Mai, 19h–22h


Galeria Fortes Vilaça


Download

Press Release

Texto de Vladimir Safatle (PT)

Texto de Vladimir Safatle (EN)

A Galeria Fortes Vilaça tem o prazer de apresentar Rússia, a terceira exposição individual de Mauro Restiffe na Fortes Vilaça. O artista apresenta fotografias em preto e branco que retratam dois momentos distintos das cidades de Moscou e São Petersburgo pós-União Soviética. Os trabalhos representam o resgate de um de seus mais importantes projetos investigativos, realizado em duas etapas: a primeira durante os anos de 1990; e a segunda em 2015, uma retomada a convite do Garage Museum of Contemporary Art, em Moscou.

Restiffe associa sua contínua pesquisa em arquitetura e espaços urbanos a uma experiência pessoal e afetiva nos principais centros russos. O processo de criação que envolveu essa série fotográfica evoca um interesse antigo em desbravar uma cultura tão distinta, com uma abordagem intimista da relação tempo/espaço dentro de seu próprio trabalho. O olhar do artista conduz o espectador a ponderar sobre o processo histórico recente das cidades ao retratar cenas cotidianas em cenários ora grandiosos, ora modestos.

A combinação entre as fotografias realizadas há vinte anos e as atuais é formalizada através de dípticos, trípticos e polípticos, com algumas figuras individuais icônicas, que espelham a realidade e a sua representação, o público e o privado, o afetivo e o mundano. Um exemplo é o tríptico Winter Trap (1996/2015), onde uma mesma cena é mostrada em duas imagens distintas, patinadores na pintura de Bruegel estão lado a lado dos patinadores na vida real. A investigação de Restiffe sobrepõe a linguagem documental às referências da História da Arte e da fotografia. A arquitetura, em especial o brutalismo, e o diálogo poético travado entre as pessoas, objetos e o ambiente em que se encontram são temas recorrentes nestas obras. A utilização do filme analógico preto e branco e a granulação causada pela “puxada de asa” são recursos que emprestam mais uma vez à obra de Mauro uma sintonia precisa entre as características físicas das imagens e os temas escolhidos pelo artista.

Mauro Restiffe nasceu em 1970 em São José do Rio Pardo. Vive e trabalha em São Paulo. Dentre suas recentes exposições individuais estão: Post-Soviet Russia 1995/2015, Garage Museum (Moscou, 2016); São Paulo, Fora de Alcance, Instituto Moreira Salles (Rio de Janeiro, 2014); Obra, MAC-USP (São Paulo, 2013). Destaque ainda para suas participações em: Trienal de Aichi (Nagoya, Japão, 2016); Bienal de Cuenca (Equador, 2014); Bienal de São Paulo (2006); Panorama de Arte Brasileira (São Paulo, 2013 e 2005). Sua obra está presente em importantes coleções, como: Bronx Museum of the Arts (Nova York), Colección Cisneros (Caracas), Inhotim (Brumadinho), Instituto Moreira Salles (Rio de Janeiro), MAC-USP (São Paulo), MAM (São Paulo), Pinacoteca do Estado (São Paulo), SFMOMA (San Francisco), Tate Modern (Londres), TBA21 (Viena), entre outras.

Imagens