Tiago Carneiro da Cunha

22 Mar – 30 Abr 2002


Galeria Fortes Vilaça

Tiago Carneiro da Cunha é o mais novo artista a se juntar ao time da Galeria Fortes Vilaça.

O artista, que já trabalhou com performance e vídeo e retorna de um mestrado em artes plásticas no Goldsmith College em Londres, exibe esculturas no mezanino da galeria. Feitas de acetato dobrado e recortado, essas obras lidam com símbolos como o de tragédia e comédia, da máscara de morte africana e da caveira. A superfície das máscaras é geometrizada, remetendo às formas da lapidação de diamantes.

O trabalho critica a idéia do objeto de arte como um bem de luxo. As idéias de pureza e eternidade ligadas ao diamante estão em oposição a simplicidade da artesania do plástico. Além do plástico, Tiago usa ainda a fibra de vidro: trabalhando em conjunto com um fabricante de pranchas de surfe, o artista criou uma máscara africana a partir de uma longboard.

Este ano Tiago Carneiro da Cunha exibiu seu vídeo Low attention spam, high curiosity rate, no Espaço Agora/Capacete no Rio de Janeiro. Depois da exposição na galeria, o artista participa de uma exposição coletiva no Arts Institute of Chicago, EUA.

Imagens